Home > História de Caraí

História de Caraí

Fundada em 27 de dezembro de 1948, a cidade que faz parte da microrregião de Araçuaí, na mesorregião do Jequitinhonha, Caraí tem um total de 1243,51 km², divididos entre o distrito-sede e o distritos de Marambainha, Maranhão, Ponto do Marambaia, Ribeirão de Santana, Santa Luzia dos Corujas e Queixadinha, sendo um município da região de influência de Teófilo Otoni - Capital Regional, fazendo divisa com os municípios de Padre Paraíso, Ponto dos Volantes, Novo Oriente de Minas, Catuji, Itaipé, Novo Cruzeiro, Araçuaí, sendo os nascentes na cidade chamados de caraiense.

Caraí-MG

Fundada em 27 de dezembro de 1948, a cidade que faz parte da microrregião de Araçuaí, na mesorregião do Jequitinhonha, Caraí tem um total de 1243,51 km², divididos entre o distrito-sede e o distritos de Marambainha, Maranhão, Ponto do Marambaia, Ribeirão de Santana, Santa Luzia dos Corujas e Queixadinha, sendo um município da região de influência de Teófilo Otoni - Capital Regional, fazendo divisa com os municípios de Padre Paraíso, Ponto dos Volantes, Novo Oriente de Minas, Catuji, Itaipé, Novo Cruzeiro, Araçuaí, sendo os nascentes na cidade chamados de caraiense.

História de Caraí

Entre os elementos coligidos sobre a origem do município, figura como mais antiga a referência a uma expedição que, em princípios do século XIX, teria vindo de Minas Novas com destino ao litoral baiano, passando por Marambaia, a ela se atribuindo o primeiro desbravamento do território, isto, porém, na parte então considerada como pertencente ao Rio Mucuri.

Na parte do município, pertencente ao Aracuaí, teria sido o Padre Agostinho Francisco Paraíso, o primeiro a visitar a mata em 1875, como pregador empenhado na catequese dos índios ali existentes, o que conseguiu em sua quase totalidade, levando deles grande parte para a sua fazenda de cacau, às margens do Marambaia, afluentes do Mucuri.

Segundo Frei Samuel, os índios botocudos dominavam com efeito grande parte da região; e uma parte deles, acossada pelas forças do governo, conseguiu escapar e localizar-se no território, mais ou menos, em 1866. Acrescentam, porém, os informes coligidos que esses índios já eram em grande parte mestiços, circunstância que teria tornado mais fácil a sua catequese pelo Padre Paraíso.

Em 1894, Joaquim Coimbra e Vicente Coimbra, vindos de Grão-Mogol à procura de pedras preciosas, resolveram ficar na região, já a essa época livre de índios, dedicando-se à agricultura.

Iniciada por eles a construção de uma capela em honra a São José, foi surgindo o povoado, onde no princípio do século atual e segundo o mesmo Frei Samuel, não havia ainda 50 famílias.

O seu desenvolvimento deveu-se, principalmente, ao aparecimento de lavras de pedras preciosas, as grandes possibilidades para a agricultura e também as freqüentes visitas de padres vindos de Araçuaí, na pregação de missões aos habitantes que se foram fixando no lugar.

A primeira denominação do povoado foi São José do Lagedo, em homenagem ao orago da capela e referência ao local em que fora edificada, mas os moradores e vizinhos também a ele se referiam com o nome de São José dos Coimbras, aludindo assim aos dois irmãos que ergueram a primitiva capela.

Formação administrativa

Distrito criado com a denominação de Caraí, ex-povoado de São José dos Comibras, pela lei estadual nº 556, de 30-08-1911, subordinado ao município de Arussaí.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o distrito se denomina São José de Caraí.

Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, o distrito se denomina Caraí.

Pelo decreto-lei estadual nº 1058, de 31-12-1943, o distrito de Caraí foi desmembrado do município de Arassuaí para entrar na constituição do novo município de Novo Cruzeiro.

Elevado à categoria de município com a denominação de Caraí, pela lei estadual nº 336, de 27-12-1948, desmembrado de Novo Cruzeiro. Constituído de 3 distritos: Caraí e Marambainha desmembrados de Novo Cruzeiro e Padre Paraíso criado pela mesma lei que criou o município, istalado em 01-01-1949.

O distrito de Marambainha é criado pela Lei Estadual Nº 1.039 de 12/12/1953 (Decreto-lei Estadual nº 148 de 17/12/1938), como parte de Teófilo Otoni, e depois Novo Cruzeiro.

Pela lei estadual nº 2764, de 30-12-1962, desmembra do município de Caraí o distrito de Padre Paraíso, elevado à categoria de município.

Pela lei estadual nº 8285, de 08-10-1982, é criado o distrito de Ponto do Marambaia ex-povoado, criado com terras desmembradas do distrito de Marambainha, e anexado ao município de Caraí.

O distrito de Maranhão é criado pela Lei Municipal Nº 636 de 3/11/1994.

O distrito de Ribeirão de Santana é criado pela Lei Municipal Nº 1.130 de 08/04/2020.

O distrito de Santa Luzia dos Corujas é criado pela Lei Municipal Nº 1.129 de 08/04/2020.

O distrito de Queixadinha é criado pela Lei Municipal Nº 1.128 de 08/04/2020.

Bandeira e Brasão

Bandeiras da cidade de Caraí, Minas Gerais, Brasil.
Brasão da cidade de Caraí, Minas Gerais, Brasil.

Geografia

População

O IBGE estima que em 2021 a cidade tenha uma população estimada em 23.872 habitantes, com a densidade demográfica em 2021 sendo de 19.20 hab./km²

Aspectos naturais

Clima: semiárido

Bioma: Mata Atlântica

Economia

PIB per capita 8.149,93 R$ [2020]
Receitas de Fontes Externas 93,3 % [2015]
IDHM 0,558 [2010]

Educação

Escolarização de 6 a 14 anos 96,2 % [2010]
IDEB – Anos iniciais do E.F 5,2 [2021]
IDEB – Anos finais do E.F - [2021]
Matrículas no E.F 2.900 matrículas [2021]
Matrículas no E. Médio 913 matrículas [2021]
Docentes no E.F 200 docentes [2021]
Docentes no E. Médio 73 docentes [2021]
Escolas: E.F 25 escolas [2021]
Escolas: E. Médio 4 escolas [2021]
Distrito Área
Caraí 1243,51 km²
Marambainha 267,73 km²
Maranhão 115,66 km²
Ponto do Marambaia 173,72 km²
Ribeirão de Santana 136,64 km²
Santa Luzia dos Corujas 51,98 km²
Queixadinha 93,07 km²
Total 1243,51 km²

Cultura & Turismo

Datas Comemorativas, Festas tradicionais e Festivais

27 de Dezembro - Dia da Emancipação Política do Município

Relação de Bens Protegidos pelo Município, pela União ou pelo Estado

Conj Paisag. da bacia do rio Jequitinhonha (Proteção Estadual)
Arte em Barro do Jequitinhonha (Proteção Estadual)
Folias de Minas (Proteção Estadual)

Bairros, Distritos e Comunidades Rurais

Distritos de Caraí

Atualmente são 7 distritos, Caraí (distrito-sede), Marambainha, Maranhão, Ponto do Marambaia, Ribeirão de Santana, Santa Luzia dos Corujas e Queixadinha.

1. Caraí

O distrito de Caraí tem uma área de 404,71 km² dos 1243,51 km², ou seja, 32.55% do território.

2. Marambainha

O distrito de Marambainha tem uma área de 267,73 km², ou seja, 21.53% do território, a lei de criação do distrito é a Lei Estadual Nº 1.039 de 12/12/1953 (Decreto-lei Estadual nº 148 de 17/12/1938).

Mapa do Distrito de Marambainha

3. Maranhão

O distrito de Maranhão tem uma área de 115,66 km², ou seja, 9.30% do território, a lei de criação do distrito é a Lei Municipal Nº 636 de 3/11/1994.

Mapa do Distrito de Maranhão

4. Ponto do Marambaia

O distrito de Ponto do Marambaia tem uma área de 173,72 km², ou seja, 13.97% do território, a lei de criação do distrito é a Lei Estadual Nº 8.285 de 8/10/1982.

Mapa do Distrito de Ponto do Marambaia

5. Ribeirão de Santana

O distrito de Ribeirão de Santana tem uma área de 136,64 km², ou seja, 10.99% do território, a lei de criação do distrito é a Lei Municipal Nº 1.130 de 08/04/2020.

O ex-povoado pertecia ao distrito de Maranhão.

Mapa do Distrito de Ribeirão de Santana

6. Santa Luzia dos Corujas

O distrito de Santa Luzia dos Corujas tem uma área de 51,98 km², ou seja, 4.18% do território, a lei de criação do distrito é a Lei Municipal Nº 1.129 de 08/04/2020.

Mapa do Distrito de Santa Luzia dos Corujas

7. Queixadinha

O distrito de Queixadinha tem uma área de 93,07 km², ou seja, 7.48% do território, a lei de criação do distrito é a Lei Municipal Nº 1.128 de 08/04/2020.

Mapa do Distrito de Queixadinha

Comunidades Rurais

Algumas delas são:

Mapa da Cidade de Caraí

Tempo na Cidade de Caraí

Distâncias

Distância Entre Caraí e Belo Horizonte:

Distância Entre Caraí e Teófilo Otoni:

Distância Entre Caraí e Almenara:

Distância Entre Caraí e Araçuaí:

Distância Entre Caraí e Capelinha:

Distância Entre Caraí e Diamantina:

Distância Entre Caraí e Pedra Azul:

Fonte: IBGE

Fonte: Fundação João Pinheiro

Fonte: Site da Prefeitura de Caraí

Fonte: Iepha