Home > História de Frei Gaspar

História de Frei Gaspar

A cidade que faz parte da microrregião de Teófilo Otoni, na mesorregião do Vale do Mucuri, Frei Gaspar tem um total de 628.303 km², divididos entre o distrito-sede (Frei Gaspar), o distrito de Cachoeira do Aranã, além do Subdistrito da Boaventura, sendo um município da região de influência da Capital Regional Teófilo Otoni, fazendo divisa com os municípios de Teófilo Otoni, Itambacuri, Campanário, Pescador, São José do Divino, Ataléia, Ouro Verde de Minas, sendo os nascentes na cidade chamados de frei-gasparenses.

Frei Gaspar-MG

A cidade que faz parte da microrregião de Teófilo Otoni, na mesorregião do Vale do Mucuri, Frei Gaspar tem um total de 628.303 km², divididos entre o distrito-sede (Frei Gaspar), o distrito de Cachoeira do Aranã, além do Subdistrito da Boaventura, sendo um município da região de influência da Capital Regional Teófilo Otoni, fazendo divisa com os municípios de Teófilo Otoni, Itambacuri, Campanário, Pescador, São José do Divino, Ataléia, Ouro Verde de Minas, sendo os nascentes na cidade chamados de frei-gasparenses.

Histórico

Origem Do Município

O antigo povoado do qual se originou o município surgiu da ação colonizadora da Companhia do Mucuri. Também a atividade catequizadora dos funcionários Serafim Gorizia e Angelo de Sassoferrato contribuiu para a fundação e colonização de povoados e vilas.

No município de Itambacuri, por volta da década de 30, havia um povoado denominado de “Baixinha Quente” que daria origem ao futuro Frei Gaspar. O nome “Baixinha Quente” deu-se em razão de diversos casos de violência ali existentes. Depois a localidade passou a denominar-se Conceição, em homenagem à Nossa Senhora da Conceição, padroeira da cidade

Desenvolvimento

Na história do Estado de Minas, Frei Gaspar começa a se destacar na década de 30, período que se aproxima de sua emancipação (dezembro de 1938 – ano em que também adotou a tipologia atual).

Não se pode precisar com exatidão de que modo se organizou seu povoamento uma vez que não existem dados nem estudos que possam compor uma historiografia. O certo é que suas características se confundem e se igualam aos demais povoados de então, cuja penetração no território ia de encontro ao embate imposto pela natureza com suas trincheiras de arbustos, caatingas, chapadas, serras e outras dificuldades para a colonização e travessa.

Além da hostilidade da natureza, há que se observar a presença de indígenas nesta região, fato que motivou a presença catequizadora dos capuchinhos Serafim Gorizia e Angelo de Sassoferrato (Ambos fundadores da cidade de Itambacuri). Deve-se salientar que mesmo distante dos grandes centros de mineração – que tanto marcaram o Estado na fase de Capitania – existem registros de negros escravos em fazendas da região.

Sem jazidas de ouro, sem “entradas” e longe da tradição dos minérios conduzidos pela Rio-Bahia, o município se organizou através de correntes que não souberam investigar com propriedade a extensão de seu território – ainda hoje é fato a verificação de grandes latifundiários donatários de terra desgastadas pelos anos de subsistência desordenada.

Muito tempo transcorreu para que o aspecto do município ganhasse as proporções que hoje conhecemos. Os dos povoados de Cibrão e Cachoeira do Aranã junto aos córregos que perfazem a geografia são os responsáveis pela maioria do povoamento e de certo modo sintetizam a ocupação marcada por espaços vagos e contradições ainda de não de todo explicáveis. Frei Gaspar é um município por se descobrir e pronto para restabelecer suas tradições.

Origem do Nome

Sua denominação é em homenagem ao padre Frei Gaspar de Módica que enviado para Itambacuri se incumbiu de percorrer todos os povoados. “Na fase de organização político administrativa das povoações, outro elemento a entrar na formação dos topônimos, num procedimento muito do agrado dos homens, em homenagem, desde aqueles tempos, aos poderosos da época ou a alguns beneméritos, foi e ainda é o constituído pelos nomes de pessoas.”, volta a explicar o autor.

Consta a página 238 do livro: Para melhor entendimento, transcrevo as abreviaturas:

"FREI GASPAR – Topônimo homônimo ao padre Frei Gaspar de Módica, da Ordem dos Capuchinhos. Distrito com este nome por decreto lei de número 148 de 17 de dezembro de 1938, compreendendo parte do extinto distrito de Aranã, município de Itambacuri e cidade por lei nº 2.764 de 30 de dezembro de 1962."

Fonte: http://vitrinecapixaba.blogspot.com/

Fundação Do Município

O município foi criado em 17 de de 1938, ano em que também adotou-se o nome atual: Frei Gaspar. Quem aqui nasce tem como objetivo pátrio freigasparense.

Os primeiros habitantes do município vieram do Líbano, Virgem da Lapa, São José do Divino, Pote, Teófilo Otoni, Guanambi (BA), Salinas, Itambacuri, Campanário, Minas Novas, Macaúbas (BA), Cataguases e Pedra Azul.

O primeiro prefeito de Frei Gaspar foi o Sr. Mustafá Pimenta Bukzem e a primeira professora, Dona Rosa Marinônio de Castro.

Emancipação Do Município

Frei Gaspar foi emancipado em 30 de dezembro de 1962 e seus vizinhos são: Teófilo Otoni, Itambacuri, Ataléia, São José do Divino, Ouro Verde de Minas, Campanário e Pescador. Além da zona rural, nosso município possui povoados e córregos onde está localizada a maioria das escolas rurais e concentrada a sua produção econômica.

Formação Administrativa

O município foi criado em 17 de de 1938, ano em que também adotou-se o nome atual: Frei Gaspar

Frei Gaspar foi emancipado em 30 de dezembro de 1962

Pela lei municipal nº 333 de 14-09-1998 se criou o Distrito de Cachoeira do Aranã no Município de Frei Gaspar

Pela lei municipal n° 653/2014 se deu a criação do Subdistrito da Boaventura, vinculado ao Distrito de Cachoeira do Aranã.

Bandeira de Frei Gaspar

1 - Gado representa a Pecuária: Existem áreas predominantemente leiteiras: Outras de gado de corte e áreas mistas em que o gado é criado tanto para a produção de leite como para o corte.

A pecuária varia de regiões, em algumas, extensiva (gado criado alimentando-se com pastagens naturais) e noutras, intensiva (gado criado em áreas menores, em campos cercados ou estábulos).

2 - Milho e o Café representam a Agricultura: Os trabalhos agrícolas são feitos com recursos menores de onde se explica a pequena produção.

3 - Ondas representam as águas do Rio São Mateus, o mais importante que se desdobra em córregos, riachos e cachoeiras absolutamente naturais, embora o Rio Conceição flui por toda a de Frei Gaspar.

4 - Listas do fundo em Verde Oliva: representam áreas extensamente verdes, apesar da ocorrência de queimadas.

5 - Letreiro com Data: Representam a Emancipação Política do Município.

Geografia

População

O IBGE estima que em 2021 a cidade tenha uma população estimada em 5858 habitantes, com a densidade demográfica em 2021 sendo de 9.32 hab./km²

Distrito Área
Frei Gaspar (sede)
Cachoeira do Aranã
Cibrão
Boaventura (Subdistrito)
Total 626,28

Aspectos Naturais

Clima: Diversidade climática acompanhando quase em sintonia todas as estações. Verões agradáveis, outono e ventos frios nos meses de julho e agosto.

Temperatura:

Índice Médio Pluviométrico Anual:

Hidrografia: o principal recurso hídrico é o Rio São Mateus (pertencente à bacia de São Mateus) que se desdobra em riachos e córregos: O Rio São Mateus nasce na divisa de Itambacuri (90%) com Pote. Alguns de seus afluentes: Córrego Aranã, Córrego São Mateus, Córrego do Marreco.

Bioma: Mata Atlântica

Vegetação: Áreas extensamente verdes apesar dos desmatamentos e queimadas para produção de carvão e plantação de capim.

Fauna:

Relevo: Tipicamente montanhoso como ocorre na maioria dos Municípios mineiros, alternado com cerrados. Porcentagem de relevo: plano (10%), ondulado (40%) e montanhoso (50%)

Altitude Máxima:

Altitude Mínima:

Economia

Pecuária: Existem áreas predominantemente leiteiras: Outras de gado de corte e áreas mistas em que o gado é criado tanto para a produção de leite como para o corte. A pecuária varia de regiões, em algumas, extensiva (gado criado alimentando-se com pastagens naturais) e noutras, intensiva (gado criado em áreas menores, em campos cercados ou estábulos).

Agropecuária: As principais atividades são: (milho, feijão, mandioca, café, arroz, tangerina, banana, cana-de-açúcar, etc). Atualmente encontra variedade como: maracujá, tomate, abacaxi, etc. | Tipo predominante de solo: LV-Latossolo vermelho amarelo com textura média.

Extrativismo:

Indústria:

Comércio e Serviços:

Impostômetro | Arrecadação de Impostos 2019 a 2022:

2019: 2020: 2021: 2022:

Mais Dados:

PIB per capita 11.101,52 R$ [2020]
Receitas de Fontes Externas 98 % [2015]
IDHM 0,590 [2010]

Educação

Escolarização de 6 a 14 anos 96,8 % [2010]
IDEB – Anos iniciais do E.F 4,8 [2021]
IDEB – Anos finais do E.F - [2021]
Matrículas no E.F 819 matrículas [2021]
Matrículas no E. Médio 265 matrículas [2021]
Docentes no E.F 50 docentes [2021]
Docentes no E. Médio 18 docentes [2021]
Escolas: E.F 6 escolas [2021]
Escolas: E. Médio 1 escolas [2021]

Cultura

Datas comemorativas

24 de Julho - Dia da Emancipação Política do Município

24 a 26 de Julho - Festa do Freigasparense Ausente

08 de Setembro - Dia da Padroeira da Cidade, Nossa Senhora Aparecida

Aspectos Culturais

A Região é rica em manifestações culturais com um amplo calendário de Festas Religiosas destacando-se a Festa da Padroeira Nossa Senhora Imaculada Conceição.

Há um grande acervo de produtos artesanais espalhados pelas diversas áreas de todo o Município, destacando – se a produção de bonecas de pano, cinzeiros de barro, bilhas (potes), gamelas de barro e em madeira, vasos de cerâmica, moringas, tigelas, pratos, bainhas de faca, peneiras, balaios e porta-jóias de piaçava, vassouras de palha, vassouras de coco, chicotes para vaqueiros, peneira de taquara, jarras rústicas de barro branco, colher de pau de madeira escura, estribos de couro, etc.

Artesanato: bonecas, argila, cerâmica, madeira (cinzeiros, bilhas, gamelas, colheres); couro (cinzeiros, chicotes, estribos); taquara (peneiras); palha (peneiras, vassouras, balaios, porta-jóias, porta-lápis).

Grupos folclóricos: Folia de Bom Jesus e Folia de Santo Reis, Pastorinhas.

Arquivo: Cartório de registro civil e nota, fundado em 1956 com acervo cartorial composto de documentação pública, registros de nascimento, óbito, escritura e procuração, etc.

Bibliotecas: Biblioteca Pública Municipal Dr. Vital S. Otoni, fundada em 1981.

Eventos permanentes: Festa do Freigasparense Ausente (24 de julho), Festa da Padroeira Imaculada Conceição (08 de dezembro).

Turismo

Turismo Histórico-Cultural:Igreja Matriz de Nossa Senhora Imaculada da Conceição, Biblioteca Pública Municipal Dr. Vital S. Otoni, Praça Mustafá Pimenta Bukzem, Praça Maria Leal.

Ecoturismo: Pico do Zé Moreira, Pedrinha de Frei Gaspar (cachoeira)

Praça Maria Leal - Centro, Frei Gaspar - Fonte: Faceboook

Esporte

A cidade conta com competições internas como a Copa Aranã, além de ter um time municipal formado por jogadores da sede e distritos que disputam competições como a tradicional Copa União dos Vales, e a Copa Assoleste.

Além da sede, Cachoeira do Aranã, Boaventura, e Cibrão contam com um campo de futebol

A cidade conta com o projeto Esporte Para Todos, que contempla o futebol, futsal, voleibol, handebol e outras modalidades que serão introduzidas, e acontece na Quadra Poliesportiva da cidade.

Associativismo Rural

Assoc. com. dos Trabalhadores Rurais, Urbanos e Pequenos Proprietários de Frei Gaspar: 100 Membros

Associação Comunitária de Cachoeira do Aranã: 80 Membros

Associação Comunitária dos Moradores do Mundo Novo e Água Fria: 70 Membros

Associação Rural dos Moradores do Vai-Quem-Quer: 75 Membros

Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Frei Gaspar: 1800 Membros

Bairros, Distritos e Comunidades Rurais

Distritos de Frei Gaspar

Atualmente são apenas 3 distritos, Frei Gaspar (distrito-sede), Cachoeira do Aranã e Cibrão, além do Subdistrito da Boaventura, pertencente a Cachoeira do Aranã.

Frei Gaspar (distrito-sede)

Além de toda a estrutura de uma cidade como escolas, praças, igreja, posto de polícia, cemitério, mercado municipal, a sede conta com duas Pousadas, Vai Vai e Vieira e Silva.

Vista do Distrito de Frei Gaspar (distrito-sede) - Fonte: Faceboook

Mapa do Distrito-Sede de Frei Gaspar

Cachoeira do Aranã

Pela lei municipal nº 333 de 14-09-1998 se criou o Distrito de Cachoeira do Aranã no Município de Frei Gaspar, cuja localização fica a 18Km da sede. O local conta com a E.E. Salmen Bukzem, iluminação pública, quadra poliesportiva, igreja, posto de saúde e campo de futebol.

O distrito ainda conta com o tradicional Passeio Ciclístico de Cachoeira do Aranã, que já teve 26 edições.

Boaventura

Pela lei municipal n° 653/2014 se deu a criação do Subdistrito da Boaventura, vinculado ao Distrito de Cachoeira do Aranã, localizado a 29 km do distrito sede.

Vista do Distrito de Cachoeira do Aranã - Fonte: Faceboook

Mapa do Distrito de Cachoeira do Aranã

Cibrão

Em alguns locais a região é definida como distrito, porém não foi encontrada a lei municipal que faça essa definição.

O local conta com escola, iluminação pública, quadra poliesportiva, posto de saúde e campo de futebol.

Vista do Distrito de Cibrão - Fonte: José Marcos - Faceboook

Mapa do Distrito de Cibrão

Comunidades rurais

Algumas delas são:

  1. Barra da Boa Ventura: distância da sede: 35 km;
  2. Boa Ventura: Distância da sede: 21 km;
  3. Córrego Conceição: Distância da sede: 10 km;
  4. Córrego Paraguai: 60, distância da sede: 30 km;
  5. Córrego da Pedra: distância da sede: 8 km;
  6. Mundo Novo: distância da sede: 17 km;
  7. Nortinho: distância da sede: 25 km;
  8. Vai-Quem-Quer: distância da sede: 12 km, Associação Comunitária dos Moradores do Vai-Quem-Quer.
  9. Córrego Palmeiras: distância da sede: 40 km;
  10. Córrego Bela Vista: distância de sede: 12 km;
  11. Córrego Água Fria: distância da sede: 15 km;
  12. Córrego Ribeirão dos Baianos: distância da sede: 19 km;
  13. Córrego Jenipapo: distância da sede: 10 km;
  14. Córrego do Cibrão: distância 62 km.

Mapa da Cidade de Frei Gaspar

Tempo na Cidade de Frei Gaspar

Distâncias

Distância Entre Frei Gaspar e Belo Horizonte:

Distância Entre Frei Gaspar e Teófilo Otoni:

Distância Entre Frei Gaspar e Almenara:

Distância Entre Frei Gaspar e Araçuaí:

Distância Entre Frei Gaspar e Capelinha:

Distância Entre Frei Gaspar e Diamantina:

Distância Entre Frei Gaspar e Pedra Azul:

Fonte: IBGE

Fonte: Fundação João Pinheiro

Fonte: Site da Prefeitura de Frei Gaspar

Fonte: Vitrine Capixaba