História de Grão Mogol

Fundada em , a cidade que faz parte da microrregião de Grão Mogol, na mesorregião do Norte de Minas, Grão Mogol tem um total de 3888.59 km², com uma população de 13901 habitantes, divididos entre o distrito-sede, e os distrito de Barrocão, Vale das Cancelas e Vila Sitio, sendo um município região de influência de Montes Claros - Capital Regional B (2B), fazendo divisa com os municípios de , sendo os nascentes na cidade chamados de grão-mogolense.

Grão Mogol-MG

Fundada em , a cidade que faz parte da microrregião de Grão Mogol, na mesorregião do Vale do Rio Doce, Grão Mogol tem um total de 3888.59 km², com uma população de 13901 habitantes, divididos entre o distrito-sede, e os distrito de Barrocão, Vale das Cancelas e Vila Sitio, sendo um município região de influência de Montes Claros - Capital Regional B (2B), fazendo divisa com os municípios de , sendo os nascentes na cidade chamados de grão-mogolense.

História de Grão Mogol

O povoado Serra de Santo Antônio do Itacambiraçu, atual Grão Mogol, teve sua origem relacionada à descoberta de diamantes no final do século XVIII. No ano de 1839, o lugarejo era chamado de Arraial da Serra de Grão Mogol e logo passou a atrair pessoas do país e estrangeiros (portugueses, franceses, alemães, entrelém de outros europeus), que, provavelmente, atuavam na exploração de diamantes.

O local passou a destacar-se por movimentar o comércio de diamantes explorados inicialmente de forma clandestina. Isso passou a incomodar a Coroa Portuguesa que logo enviou um representante para assumir o controle da exploração e comercialização dos diamantes. No ano de 1840, o arraial evolui para Vila Provincial e no mesmo ano foi transformado em Distrito.

Só no ano de 1858, Grão Mogol recebeu a categoria de cidade. Durante décadas, Grão Mogol destacou-se como a mais importante cidade da região Norte Mineira. O processo de decadência da exploração das minas de diamantes, ocorrida especialmente após a década de 1960, coincidiu com a emancipação de parte do território de Grão Mogol e com a criação dos novos municípios de Itacambira, Cristália e Botumirim.

Ainda nesse período, a falta de oportunidade de emprego fez com que os moradores locais iniciassem um processo de migração em direção às cidades próximas e à grandes centros urbanos como São Paulo. Com isso a cidade estagnou no seu crescimento e a sua população residente decresceu.

No entanto, o conjunto de prédios históricos e as manifestações culturais continuam como heranças marcantes daquela época, preservadas pelo tempo, constituem-se em atrativos turísticos potenciais para o município

Origem do Nome

Formação administrativa

Distrito criado com a denominação de Grão Mogol, pela Lei Provincial nº 184, de 13 ou 03-04-1840, e Lei nº 2, de 14-09-1891, subordinado ao município de Montes Claros.

Elevado à categoria de vila com a denominação de Grão Mogol, pela Lei Provincial nº 171, de 23-03-1849, desmembrado de Montes Claros de Formiga. Sede na povoação da Serra do Grão Mogol. Constituído do distrito sede. Instalado em 07-01-1949.

Elevado à condição de cidade com a denominação de Grão Mogol, pela Lei Provincial nº 859, de 14-05-1858.

Pela Lei Provincial nº 2500, 12-11-1878, e Lei Estadual nº 2, de 14-09-1891, é criado o distrito de Santo Antônio do Riacho dos Machados e anexado ao município de Grão Mogol.

Pela Lei Provincial nº 2691, de 30-11-1880, e Lei Estadual nº 2, de 14-09-1891, é criado o distrito de Nossa Senhora da Conceição da extrema e anexado ao município de Grão Mogol.

Pela Lei Provincial nº 3272, de 30-10-1884, é criado o distrito de Jatobá e anexado ao município de Grão Mogol.

Pela Lei Estadual nº 2, de 14-09-1891, são criados os distritos de Nossa Senhora da Conceição de Jatobá, Santo Antônio de Itacambira, Santo Antônio do Gorutuba e São José do Gorutuba e anexados ao município de Grão Mogol.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município é constituído de 7 distritos: Grão Mogol, Nossa Senhora da Conceição da Extrema, Nossa Senhora da Conceição de Jatobá, Santo Antônio do Riacho dos Machados, Santo Antônio de Itacambira, Santo Antônio do Gorutuba e São José do Gorutuba

Pela Lei Estadual nº 805, de 22-09-1921, o distrito de Nossa Senhora da Conceição de Jatobá passou a denominar-se Porteirinha

Pela Lei Estadual nº 843, de 07-09-1923, o município sofreu as seguintes modificações: O distrito de Santo Antônio de Itacambira tomou a denominação Itacambira, Nossa Senhora da Conceição da Extrema passou a chamar-se Cristália, e Santo Antônio do Riacho tomou o nome de Riacho dos Machados e Santo Antônio do Gorutuba a denominar-se Santo André.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, município é constituído de 7 distritos: Grão Mogol, Cristália (ex-Nossa Senhora da Conceição da Extrema), Gorutuba (ex-São José de Gorutuba), Itacambira (ex-Santo Antônio de Itacambira), Porteirinha (ex-Nossa Senhora da Conceição de Jatobá), Riacho dos Machados (ex-Santo Antônio do Riacho dos Machados) e Santo André (ex-Santo Antônio do Gorutuba).

Pelo Decreto-Lei Estadual nº 148, de 17-12-1938, desmembra do município de Grão Mogol os distritos de Porteirinha, Gorutuba e Riacho dos Machados, para formar o novo município de Porteirinha.

No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 4 distritos: Grão Mogol, Cristália, Itacambira e Santo André.

Pelo Decreto-Lei Estadual nº 1058, de 31-12-1943, é criado o distrito de Botumirim, com terras desmembradas dos distritos de Cristália e Itacambira e anexado ao município de Grão Mogol. Pelo mesmo Decreto-Lei o distrito de Santo André passou a denominar-se Catuni.

No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o município é constituído de 5 distritos: Grão Mogol, Botumirim, Catuni (ex-Santo André), Cristália, Itacambira.

Pela Lei nº 336, de 27-12-1948, é criado o distrito de Barrocão, com terras desmembradas dos distritos de sede de Grão Mogol e Itacambira e anexado ao município de Grão Mogol.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município é constituído de 6 distritos: Grão Mogol, Barrocão, Botumirim, Catuni, Cristália, Itacambira.

Pela Lei Estadual nº 2764, de 30-12-1962, são criados os distritos de Josenópolis e Padre Carvalho e anexados ao município de Grão Mogol. Pela mesma lei estadual, desmembra do município de Grão Mogol os distritos de Botumirm, Cristália e Itacambira elevandos à categoria de município.

Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído de 5 distritos: Grão Mogol, Barrocão, Catuni, Josenópolis e Padre Carvalho.

Pela Resolução nº 04, de 25-02-1964, o distrito de Catuni foi transferido do município de Grão Mogol para o de Francisco Sá.

Em divisão territorial datada de 31-XII-1968, o município é constituído de 4 distritos: Grão Mogol, Barrocão, Josenópolis e Padre Carvalho.

Pela Lei Estadual 12030, de 21-12-1995, desmembra do município de Grão Mogol os distritos de Josenópolis e Padre Carvalho. Elevados á categoria de município.

Pela Lei Municipal Nº 808 de 28/12/2012 foram criados os distritos de Vale das Cancelas e Vila Sitio.

Bandeira e Brasão

Bandeiras da cidade de Grão Mogol, Minas Gerais, Brasil.
Brasão da cidade de Grão Mogol, Minas Gerais, Brasil.

Geografia

População

População [2022]: 13901 (IBGE)

Densidade Demográfica [2021]: 3.57 hab./km² (IBGE)

Território

Área Total: 3888.59 km² (FJP)

Área Urbanizada [2019]: 2.79 km² (IBGE)

Divisas:

Distrito Área Total
Grão Mogol 3366.74 km² 86.58 %
Barrocão 262.87 km² 6.76 %
Vale das Cancelas 114.71 km² 2.95 %
Vila Sitio 144.27 km² 3.71 %
Total 3888.59 km²

Aspectos Naturais

Clima:

Índice Médio Pluviométrico Anual:

Hidrografia:

Bioma: Cerrado

Vegetação:

Fauna:

Relevo:

Altitude: Máxima:

Economia

Agropecuária:

Extrativismo:

Indústria:

Comércio e Serviços:

Impostômetro | Arrecadação de Impostos 2019 a 2022:

2019: 2020: 2021: 2022:

Mais Dados:

PIB per capita [2020] R$
Receitas de Fontes Externas [2015] %
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2021] 1,7 salários mínimos
Pessoal Ocupado [2021] 9.944 pessoas
População Ocupada [2021] 19,68%
Mortalidade Infantil [2020] 4,84 óbitos por mil nascidos vivos
Internações por diarreia [2016] 1,1 internações por mil habitantes

Educação

Escolas Estaduais:

Escolas Municipal:

Escolarização de 6 a 14 anos [2010]
IDEB – Anos iniciais do E.F [2021]
IDEB – Anos finais do E.F [2021]
Matrículas no E.F [2021]
Matrículas no E. Médio [2021]
Docentes no E.F [2021]
Docentes no E. Médio [2021]
Escolas: E.F [2021]
Escolas: E. Médio [2021]

Cultura

Datas comemorativas

Dezembro - Dia da Emancipação Política do Município

Relação de Bens Protegidos pelo Município, pela União ou pelo Estado

Folias de Minas (Proteção Estadual)
Violas de Minas (Proteção Estadual)

Patrimônio Cultural

Turismo

Turismo Histórico-Cultural:

Ecoturismo:

Turismo Rural:

Turismo de Esportes:

Turismo de Negócios:

Turismo Gastronômico:

Turismo Religioso:

Esporte

Futebol: Campeonato Municipal

Futsal:

Ciclismo:

Atletismo:

Esportes Radicais:

Bairros, Distritos e Comunidades Rurais

Distritos de Grão Mogol

Atualmente são 4 distritos, Grão Mogol (distrito-sede), Barrocão, Vale das Cancelas e Vila Sitio.

1. Grão Mogol

O distrito-sede de Grão Mogol tem uma área de 3366.74 km² dos 3888.59 km², ou seja, 86.58% do território.

Mapa do Distrito de Grão Mogol

2. Barrocão

O distrito de Barrocão tem uma área de 262.87 km², ou seja, 6.76% do território, a lei de criação do distrito é a Lei Estadual Nº 336 de 27/12/1948.

Mapa do Distrito de Barrocão

3. Vale das Cancelas

O distrito de Vale das Cancelas tem uma área de 114.71 km², ou seja, 2.95% do território, a lei de criação do distrito é a Lei Municipal Nº 808 de 28/12/2012.

Mapa do Distrito de Vale das Cancelas

4. Vila Sitio

O distrito de Vila Sitio tem uma área de 144.27 km², ou seja, 3.71% do território, a lei de criação do distrito é a Lei Municipal Nº 808 de 28/12/2012.

Mapa do Distrito de Vila Sitio

Comunidades Rurais

Comunidades Quilombolas

Mapa da Cidade de Grão Mogol

Tempo na Cidade de Grão Mogol

Fontes:

IBGE, Fundação João Pinheiro, Site da Prefeitura de Grão Mogol, Iepha, Cefedes, Wikipédia, Minas, Emater.